Em cumprimento ao artigo 2º do Estatuto da Associação Cultural Capoeira de Valor, segue a sugestão de leitura e pesquisa aos capoeiras e simpatizantes. A tarefa é socializar saberes e experiências, quer na academia, no Ponto de Cultura, quer na Internet. O objetivo é oferecer informação sobre a nossa arte.

Para quem tem o interesse e vontade em aprender a arte (marcial-cultural) da capoeira é sempre bom uma introdução à prática da capoeira. Trata-se de uma maneira de ampliar a compreensão e o entendimento do que é a capoeira; manifestação cultural que reúne ao mesmo tempo atividade esportiva e desenvolvimento artístico.

Reconhecido como Patrimônio Cultural Brasileiro e registrado como Bem Cultural de Natureza Imaterial pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em julho de 2008, e como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura em novembro de 2014, a capoeira é o principal canal de difusão da língua e da cultura brasileira no mundo. São mais de 170 países em que se desenvolve o ensino e a prática da capoeiragem.

Portanto, para compreendê-la nessa dimensão dinâmica e plural, além da vivência diária em academias, rodas e outros espaços de sociabilidade, mestres e pesquisadores oferecem ferramentas complementares de aprendizagem, como livros e vídeos disponíveis fisicamente ou na internet.

Umas principais ferramentas é o livro O QUE É A CAPOEIRA, do Mestre Almir das Areias publicada pela editora brasiliense em 1983. Esse livro é bastante procurado por conta da sua didática e facilidade de entendimento. Abaixo, a descrição de alguns trechos importantes da primeira página do livro. Trechos que revelam a leitura fácil e saborosa do conteúdo, o que demonstra alternativas agradáveis para o aprendizado da capoeira.

Escreveu Mestre Almir das Areias:

Mas afinal, o que é a capoeira? É luta? Dança? Briga? Defesa pessoal? Esporte? Cultura? Arte? Capoeira é tudo isso e muito mais!” Ainda na primeira página. “Capoeira é música, poesia, festa, brincadeira, diversão e, acima de tudo, uma forma de luta, manifestação e expressão do povo, oprimido e do homem em geral em busca da sobrevivência, liberdade e dignidade”.

E por fim, ao menos nessa proposta de introdução à prática e ao estudo da capoeira. “ …para compreendê-la e aceita-la no seu todo e em sua diversidade como criação dinâmica e não estática do ser humano, é preciso que conheçamos antes a história da sua origem, sua evolução e desenvolvimento”. “Em primeiro lugar, recorrer à nossa memória histórica, aos anais da História do Brasil, ao fosso da escravidão às lutas de libertação dos negros e ao sofrimento, luta e aspirações do nosso povo ao longo de todos esses anos, desde a escravidão até os nossos dias. E lá que vamos encontrar os primeiros passos dessa luta/dança, dessa arte cheia de nuanças que sobreviveu à perseguição dos poderosos…necessárias para sua preservação”.

Almir das Areias, mais tarde adota Anande das Areias. Mestre de Capoeira e Ator. Nascido na cidade de Itabuna na Bahia, berço de grandes capoeiristas como Maneca Brandão, Suassuna, Medicina, Lobão, Tarzan e muitos outros que contribuíram para a expansão da capoeira em outros estados e no exterior. Junto com o ator José Dumont participa do filme o Homem que virou Suco. Vive em Londrina onde orienta estudos e pesquisas sobre a capoeira.

Pratique capoeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui